Portal AuToCaRaVaNiStA - Grupo AuToCaRaVaNiStA Português - O SEU PORTAL DE AUTOCARAVANISMO INDEPENDENTE SEMPRE CONSIGO.

LAZARIM - LAMEGO


Apontamento AuToCaRaVaNiStA:
Lazarim é uma Freguesia Portuguesa do Concelho de Lamego, Distrito de Viseu, Portugal. Algum do património que pode visitar em Lazarim, para além da igreja Matriz, que não poderei deixar passar em branco a habitual crítica aos sucessivos assassinatos que fazem ao nosso mais rico património que é chapar massa no granito e pintar em branco. Não sei o que se passa na cabeça das pessoas responsáveis por estes restauros (maus) nem tão pouco o que têm contra o granito, que é um material nobre e genuíno das construções mais antigas. 


Aparte disto, existe uma Ponte Romana, uma Fonte de 2 Bicas, Casas Brasonadas, Casas de Xisto na aldeia, e o centro interpretativo da Mascara iberica, uma infraestrutura de grande qualidade e bom gosto. Esta é sem dúvida a maior obra de Lazarim a fazer jus ao carnaval dos caretos de lazarim, que chama aquela localidade muitos milhares de turistas.





              HISTÓRIA:
Foi vila e sede de concelho entre o século XII e 1834, pertencendo ainda ao concelho de Tarouca até 1895. Mas é através da sua igreja paroquial que Lazarim é conhecida. Dedicada ao Arcanjo São Miguel, o monumento possui valioso teto pintado, onde se representam anjos e arcanjos, sendo coroado pelo brasão esculpido em pedra da família Vasconcelos de Alvarenga, patronos desta igreja, desde o reinado de El-Rei Dom Dinis.




População Residente: 521 habitantes (censos 2011)
Festas e Romarias: Entrudo de Lazarim, Festa de Santa Bárbara (4º Domingo de agosto), Santo António (junho), Senhora da Encarnação e S. Lourenço (Mazes/1º fim de semana de agosto)
Principais atividades económicas: Agricultura e Pequena Indústria
Localização: Dista a 12 kms da cidade de Lamego

Fonte:www.cm-lamego.pt



CARNAVAL DE CARETOS DE LAZARIM:




Centro Interpret. da Máscara Ibérica
O Entrudo de Lazarim é considerado o Entrudo mais tradicional de Portugal. A tradição do entrudo sai à rua pela mão dos seus protagonistas, os Caretos, numa encenação carregada de simbolismo. Desde os próprios Caretos, passando pelo sua actuação no cortejo etnográfico, e culminando na leitura dos seus famosos testamentos satíricos, o Entrudo rege-se por uma licenciosidade vinda de tempos em que tudo era vivido em clandestinidade, confrontando a autoridade institucional e religiosa vigente.



Os artesãos, que nas suas oficinas sulcam na madeira de amieiro
fisionomias de traças zoomórficas , na expectativa de que a sua máscara seja a mais original, são os responsáveis pela recriação de personagens reinventadas nas personalidades e ânimo dos Caretos.



Os testamentos da “comadre” e do “compadre” são redigidos em absoluto segredo pelos jovens solteiros da vila, que encontram nesta ocasião a oportunidade de, através de quadras incutidas de malícia e ironia, divulgar em praça pública e em ambiente jocoso, o que muitas vezes fica por dizer e que de outra forma nunca seria dito, explorando também as rivalidades entre homens e mulheres.


Feijocas em Ass. de Lazarim
Cozido no 7º Irmão
A pequena vila de Lazarim, encostada à serra do Montemuro, passou a integrar o roteiro da cultura tradicional da região do Douro com a inauguração do Centro Interpretativo da Máscara Ibérica, um novo equipamento que nasce com a ambição de ser um polo de investigação e uma referência europeia no estudo e valorização do património...

adap. de Jornal do Entrudo / Coord. Manuel Canal : Entrudo em Lazarim 2008. – Lamego : [Progestur], 2008. – 16 p 34 cm. – O mais tradicional Entrudo de Portugal
Fonte: www.entrudo.lazarim.pt


Portal AuToCaRaVaNiStA
Grupo AuToCaRaVaNiStA Português
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes