Portal AuToCaRaVaNiStA - Grupo AuToCaRaVaNiStA Português - O SEU PORTAL DE AUTOCARAVANISMO INDEPENDENTE SEMPRE CONSIGO.

VILA SECA - BARCELOS - BRAGA


Apontamento AuToCaRaVaNiStA:

Vila Seca é uma Freguesia Portuguesa pertencente ao Concelho de Barcelos, Distrito de Braga. Situada na margem sul do rio Cávado, Vila Seca posiciona-se a oeste o concelho de Esposende. A Igreja de S. André com vestígios do Românico foi vilipendiada da sua traça Românica ao longo dos tempos, restando ainda alguns pormenores em exibição na estrutura da própria igreja, e também no edifício da junta de freguesia. Mesmo assim, a igreja Matriz de Vila Seca ainda é o seu ex-libris.



             HISTÓRIA:
Na designação que a define, a freguesia aparece com SANTIAGO Maior como Patrono, o que é, já por si, uma indicação da sua antiguidade.
Em 1220, nas Inquirições, esta paróquia é referida como "De Sancto Jacobo de Vila Sicca, nas Terras de Faria". A Igreja detinha sesmarias e vinte casais espalhados pela pequena planície banhada pelo ribeiro da Ponte da Missa a caminho do Cávado. Confronta actualmente a Norte com Fornelos, a Nascente com Gilmonde e Milhazes, a Sul com Faria e Cristelo e a Poente, com a de Rio Tinto (Esposende).
Em 1342, durante uma reunião geral de todo o clero da Terra de Faria (uma assembleia chamada Calendário ) aqui realizada, a freguesia confessava-se com deveres de contribuição para as despesas pastorais do Arcebispo de Braga.
O lugar de Lordelo, num sítio onde em 1568 se ergueu uma Capela a Santa Maria Madalena que em 1952 foi transferida um pouco mais para cima, apareceram vários fragmentos de tegulae, que indiciam um povoamento romano ou romanizado. O mesmo acontece no próprio lugar de Vila Seca donde provém o nome da freguesia. Já na encosta do morro da Senhora da Consolação, aí apareceram vestígios de tegulae que o Dr. Brochado de Almeida pensa poderem recordar um povoado da romanização.
A primitiva Igreja Paroquial de arquitectura românica, sofreu tantas alterações que está completamente descaracterizada.
Existem Capelas do Socorro, da Santa Maria da Madalena e da Srª. da Consolação, esta última em sítio altaneiro e rico de vistas que se vê a paisagem circundante. Data de 1928. No sopé deste pequeno monte, há um pequeno Cruzeiro que, tal como outro em Vila Seca, deveria ser processional. A Capela de Santa Maria Madalena, em Lordelo, tem um altar de talha antiga e um pequeno cruzeiro no adro. Junto à Matriz entre esta e o Cruzeiro Paroquial, estavam pequenos oratórios ou núcleos da Via-Sacra. As Alminhas de Assento são dignas dum olhar atento. Quando às Alminhas da Ponte da Missa e do lugar da Aldeia, povoavam a imaginação popular com visões de bichos e medos pelas noites mais escuras...
Merecem ainda referência os Cruzeiros da Igreja, de São Tiago, da Senhora da Consolação (adro da Capela) e da Bemposta. Bem como as Alminhas de Vila Seca, da Bemposta e da Casa Nova (Lordelo). (Sebastião Matos)

As casas rurais edificadas mais importantes, são as do Casal, do Neves, a de Lordelo, do Roxo, do Silva, do Genebra (1853), a da Aldeia e a das Carvalhas, com portal ameado.
Ao que parece as gentes desta freguesia, eram dadas a folguedos pelas desfolhadas, espadeladas e serões, pelo que um Visitador, em 1717, proibiu os ajuntamentos de homens e mulheres. Em 1726 , proibiam-se os moleiros, de permitir a pernoita nos moinhos a moças solteiras...
Memórias de moinhos de água e alguns a vento duma tradicional agricultura em que o vinho era preponderante.

Em 1527 , freguesia tinha 40 moradores, no século XVII, 163 vizinhos, no século XVIII, 112 fogos e no século passado, 895 habitantes. Actualmente, com uma área de 608 hectares, tem uma população aproximada aos 1400 habitantes.

Fonte: http://www.vilaseca.maisbarcelos.pt




Portal AuToCaRaVaNiStA:
Grupo AuToCaRaVaNiStA Português
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes