Portal AuToCaRaVaNiStA - Grupo AuToCaRaVaNiStA Português - O SEU PORTAL DE AUTOCARAVANISMO INDEPENDENTE SEMPRE CONSIGO.

IGREJA E MOSTEIRO DE S. PEDRO DE CÊTE - PAREDES

Apontamento AuToCaRaVaNiStA:

A Igreja e Mosteiro de S. Pedro de Cête está situado na Freguesia de Cête no Concelho de Paredes Distrito do Porto. Este monumento da Rota do Românico surpreende qualquer um pela riqueza interior e exterior, histórica, e arquitetónica do edifício. O mosteiro é pequeno em tamanho mas grandioso em património. Um grande monumento Nacional ainda com alguma propriedade privada dos antigos terrenos e anexos do Mosteiro que ao tempo da implantação da República tudo foi vendido e saqueado, e que ainda hoje perdura essa propriedade privada de interesse público e que deveria ser de todos nós. Um problema para o IPAR resolver, e que esperamos resolva rápido para bem do interesse público. O nosso património histórico é o nosso maior tesouro.



              HISTÓRIA:
A sacralização do solo pelo túmulo de D. Gonçalo Oveques, cuja capela funerária se encontra na torre de São Pedro, poderá estar na origem do Mosteiro de São Pedro de Cête, com documentação a comprovar a sua existência em 924 e, em 985, é possível encontrar referências a uma basílica em honra de São Pedro.
Outros historiadores indicam este nobre como o responsável pela reconstrução do Mosteiro, já que terá vivido no século XI.
A construção hoje existente, no entanto, não corresponde a épocas tão tardias, apresentando vários arranjos góticos, efetuadas no final do século XIII e início do século XIV, conforme inscrição visível na parede norte da capela-mor, junto ao sarcófago do Abade D. Estêvão Anes, falecido a 23 de julho de 1323, responsável pela reforma completa da igreja.

O facto de estas construções monásticas serem, nesta época, alvo de ataques constantes de muçulmanos ou normandos, justifica a existência de fortificações defensivas nas imediações, sendo, neste caso, o Castelo de Vandoma.
Aos patronos, famílias poderosas que efetuaram doações às ordens monásticas, cabia a tarefa de defender os mosteiros, beneficiando dos direitos de “aposentadoria e comedoria”, bem como do direito de serem tumulados no mosteiro.



A implantação deste Mosteiro neste local evidencia a organização do território na época, através das paróquias, e reflete a importância que as ordens religiosas desempenharam na formação e consolidação do reino. A presença de uma igreja garantia a posse e ocupação do território.


Fonte: http://www.rotadoromanico.com/



Portal AuToCaRaVaNiStA:
Grupo AuToCaRaVaNiStA Português
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes