Portal AuToCaRaVaNiStA - Grupo AuToCaRaVaNiStA Português - O SEU PORTAL DE AUTOCARAVANISMO INDEPENDENTE SEMPRE CONSIGO.

LE HAVRE - SEINE-MARITIME - NORMANDIA - FRANÇA

Apontamento AuToCaRaVaNiStA:

A nossa passagem por Le Havre estava para não acontecer, porque isso levaria-nos a ter que passar pela ponte da Normandia, ou em alternativa passar de Ferry para a outra margem em direção a Deauville que daremos conta a seguir. Passagem pela ponte da Normandia, "portajada" tem um custo de 6€ (2012).
Le Havre, e principalmente o seu Porto de Mar, foi bastante destruída no decurso da 2ª guerra mundial durante a ocupação nazi na década de 1940. A sua maior devastação foi em meados do verão de 1944, em que atingiu o maior grau de destruição com a evasão dos aliados pelas praias da costa da Normandia Foi posteriormente reconstruida por Auguste Perret no pós-guerra. A sua reconstrução levou mais de 20 anos, mas com isto tornou Le Havre, talvez, o maior Porto Comercial de Espanha. A sua cronologia diz-nos que Le Havre é uma cidade Francesa pertencente à região administrativa da Alta Normandia, do departamento de Seine-Maritime. Le Havre é agora a maior cidade da Normandia com 193 000 habitantes, e é desde 2005 classificada pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade.


               HISTÓRIA:

Le Havre de Grace foi criada em 1517 pelo rei Francisco I da França após o assoreamento dos portos do estuário do Sena, Honfleur e Harfleur. Em 1820 e 1852 a cidade foi ampliada, primeiro graças ao alargamento da sua muralha e mais tarde a sua demolição. Porto de guerra durante o século XVII, negociação bem sucedida com as ilhas durante o século XVIII e a emigração para a América durante o século IXX, tudo isso contribuiu para uma demografia elevada e um rápido desenvolvimento da cidade de Le Havre. A industrialização que começou cerca de 1920 colocou a cidade em primeiro lugar na Normandia, graças ao mercado mundial de café e algodão.




Em Setembro de 1944, 80% do centro da cidade foi destruído e o porto completamente devastado.


Demorou vinte anos até Le Havre encontrar nova vida. A parte baixa da cidade é agora a maior reconstrução unitária do pós-guerra com 150 hectares de área. A arquitetura diferente em betão, criação de Auguste Perret, oferecendo colunas antigas e paredes de tela de inspiração oriental, abre Le Havre até ao mar. As luzes dos céus de Le Havre são muito valorizadas pelos impressionistas e dão ao espectador uma impressão de amplos espaços.

Le Havre, mais do que uma cidade, um lugar, a ser descoberto!





PORTAL AuToCaRaVaNiStA:
www.autocaravanista.pt.vu - www.grupoautocaravanista.webs.com
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes