Portal AuToCaRaVaNiStA - Grupo AuToCaRaVaNiStA Português - O SEU PORTAL DE AUTOCARAVANISMO INDEPENDENTE SEMPRE CONSIGO.

LA MANGA DEL MAR MENOR - CARTAGENA - MÚRCIA

Apontamento AuToCaRaVaNiStA:
La Manga del Mar Menor pertence à Região de Murça. A primeira viagem a La Manga foi em 2006, a segunda em 2009. La Manga del Mar Menor é de facto um paraíso à beira mar plantado, com o mar Menor em algumas zonas, a ficar a menos de 1.000 metros de distancia do mar Maior, as águas límpidas do Mediterrâneo com a temperatura da agua melhor que muitos banhos de água quente na banheira, simplesmente espectacular, a sua envolvencia é também muito agradável. O Turismo em Aparthotel é predominante naquela zona mais distante da Manga, penso que a partir do 10º quilómetro, e são os Portugueses os maiores frequentadores deste tipo de turismo a par com Benidorm, que também é um destino de excelência dos Portugueses. Para pernoitar, aconselho junto aos apartamentos nos parques de estacionamento, que ficam junto à Marina e ao supermercado. Temperaturas muito altas no verão.


           HISTÓRIA:
A história da Manga del Mar Menor é a história dos últimos quatro séculos, uma vez que antes era um conjunto de ilhotas, tendo sido a partir do século XVI que essas ilhotas se foram unindo até formar 21 km de língua, de Sul a Norte, que encerraram o Mar Menor, tornando-o naquilo que é hoje, um gigantesco lago de água salgada fechado ao Mar Mediterrâneo. A Manga del Mar Menor, quer pela Natureza, até ao século XX, quer pela mão do Homem, a partir do século passado, modifica-se de dia para dia através da acção da sedimentação e devido às correntes, bem como pelo entrar e sair de água através das "golas", que são as condutas pelas quais as águas do Mar Mediterrâneo e do Mar Menor se trocam. A manga varia a sua forma todos os dias. Até 1863, pertenceu ao Estado, que nesse ano a vendeu em hasta pública. A história da Manga del Mar Menor é a história da urbanização: actualmente, e em apenas 50 ou 60 anos, tornou-se num concentrado de restaurantes, "villas", urbanizações, edifícios, vivendas, discotecas, tudo isto concentrado num só ponto. Hoje em dia, para além disso, a Manga del Mar Menor são mais de 40 km de praia, e um dos poucos pontos do planeta onde, nuns escassos 100 metros pode tomar banho em dois mares, o Mar Mediterrâneo e o Mar Menor.
A História da Manga del Mar Menor é a história do Cabo de Palos, uma antiga pequena povoação de pescadores convertida hoje num verdadeiro destino turístico. A evolução sofrida desde os anos 60 foi impressionante, sendo esta a história de San Javier, de Los Alcázares, de San Pedro de Pinatar e de Cartagena. Mas antes de tudo isto, os primeiros testemunhos da presença humana nestas terras datam do Neolítico, há cerca de 5 milénios, quando à entrada da manga se instalou um povoado de cabanas de madeira, palha e barro. A riqueza da zona, com a Sierra Minera, e as condições do Mar Menor trouxeram até aqui povos como os Iberos, os Fenícios e os Cartagineses, para além dos Romanos, dos Gregos ... todos eles atraídos pela riqueza da mina. Nos fundos marinhos do Mar Menor foram também encontrados barcos da época, carregados de lingotes de ouro e prata nas suas ânforas, barcos fenícios, gregos e cartagineses afundados nestas águas pouco profundas, um verdadeiro tesouro para os amantes da história e para os amantes do mergulho. Após a expulsão dos Árabes, a Manga del Mar Menor foi alvo de ataques por mar de povos como os Mouros, que atacaram a costa, que teve de ser defendida por três torres, mandadas construir pelo Imperador Carlos e pelo seu filho Felipe II. As três torres foram construídas na Manga del Mar Menor e no Cabo de Palos. Durante a Idade Média e até ao século XVIII, a zona sofreu uma desflorestação, consequência do abate indiscriminado de árvores. No século XIX, foram construídos os faróis de Estación e da Las Hormigas. Actualmente, a Manga del Mar Menor é um complexo turístico, que viu como, nas últimas décadas, a construção cresceu a um ritmo vertiginoso, fazendo haver uma ampla variedade de apartamentos, hotéis e aparthotéis onde pode ficar hospedado. A Manga del Mar Menor tornou-se num destino turístico capaz de absorver uma grande quantidade de turistas e fornecer-lhes serviços.
OUTROS APONTAMENTOS:
A Manga del Mar Menor é um capricho da orografia que se tornou num símbolo turístico e numa marca de identidade da Região de Múrcia. É um pequena língua de 24 km de comprimento, que se estende desde o Cabo de Palos até à Ponta del Mojón, um cordão que fecha o que foi uma pequena baía e a converte no Mar Menor.
A Manga del Mar Menor é um pequeno fio de rocha, areia e terra, que se foi formando, e cuja largura vai de 200 metros até pouco mais de 1 km. Ao longo dos seus 24 km encontramos várias ligações entre o Mar Menor e o Mar Mediterrâneo, para o outro lado, o que permite que a á agua do Mar Menor se vá renovando constantemente. Até aos anos 60 e 70, esta zona da Região de Múrcia, tinha permanecido virgem e inalterada, mas a partir daí aposta-se na Manga del Mar Menor como destino turístico e com o passar dos anos tornou-se naquilo que actualmente poderíamos catalogar como um dos pontos turísticos preferenciais de Espanha, sobretudo do turismo nacional.
Esta função faz com que as infra-estruturas da Manga del Mar Menor estejam orientadas para o turismo, hotéis que vão desde uma a cinco estrelas, apartamentos, hospedarias, complexos residenciais, portos desportivos, escolas de vela e mergulho, bem como lojas e bares. A Manga del Mar Menor é também um pequeno núcleo urbano, que representa tudo o que ficou anteriormente exposto. No que diz respeito aos desportos nauticos, uma das grandes qualidades da Manga del Mar Menor é a possibilidade de realizar estas actividades em dois ambientes muito diferentes, que são o Mar Menor e o Mar Mediterrâneo, uma situação apenas superada por Tarifa (Cádiz), uma vez que nesta localidade se pode praticar, em apenas alguns metros, desportos náuticos no Mar Mediterrâneo e no Oceano Atlântico. Na região da Manga del Mar Menor (esta município divide-se administrativamente entre Cartagena e San Javier) existem pelo menos 20 pequenas praias, urbanas e semi-urbanas, que dão indistintamente para o Mar Mediterráneo e para o Mar Menor.

Fonte: CostaSur (http://murcia.costasur.com/pt/)

Portal AuToCaRaVaNiStA:
Grupo AuToCaRaVaNiStA Português
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes