Portal AuToCaRaVaNiStA - Grupo AuToCaRaVaNiStA Português - O SEU PORTAL DE AUTOCARAVANISMO INDEPENDENTE SEMPRE CONSIGO.

VIANA DO ALENTEJO - ÉVORA


Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


Viana do Alentejo é uma Vila Alentejana, pertencente ao Distrito de Évora, Portugal. O Ex-libbris de Viana do Alentejo, é sem qualquer dúvida, o seu Castelo, com uma formato um pouco diferente do habitual, com características bastante acentuadas da arquitectura Gótica, Árabe, bem como da imponente Igreja da Misericórdia (Igreja Matriz) no interior do Castelo. Este Castelo está um pouco diferente da sua planta original, já que lhe faltam os fossos, e as pontes que serviam de acesso.


              HISTÓRIA:
Moldado ao longo do tempo pela história dos povos, o actual concelho de Viana do Alentejo resultou da fusão do antigo termo das Alcáçovas com o de Viana, este originalmente despojado pelas repartições senhoriais da Idade Média, das povoações de Oriola e Alvito. Se neste espaço geográfico a pré-história não deixou marcas profundas da sua cultura material, o mesmo não aconteceu na época de denominação romana: dois importantes itinerários que ligavam, respectivamente, Ebora a Pax-Iulia (Beja) e a Salacia (Alcácer do Sal), cruzam o concelho em toda a sua extensão norte-sul. 

Ao longo destas duas rotas civilizadoras nasceram importantes aglomerados urbanos, sobre os quais, séculos volvidos, o cristianismo sagrou dois dos mais notáveis centros de culto mariano do Alentejo – N. Sra. d' Aires e N. Sra. da Esperança.
Apesar de algumas incertezas quanto à dimensão e influência da cultura islâmica nesta região, está documentada, a partir do século XIII, uma crescente importância urbana das povoações de Viana, Aguiar e Alcáçovas, logo após o processo de "Reconquista" e consequente pacificação do território de Antre Tejo e Odiana. Aguiar, de fundação e povoamento incertos, emerge de um obscuro Agar – origem toponímica de tradição oral local, divulgada na historiografia por Túlio Espanca.


Sabe-se, no entanto, que em 1269 lhe foi concedida a carta de foral por Estêvão Rodrigues e D. Marinha Martins, segundo o modelo de Santarém. Esta foi, posteriormente, confirmada por D. Dinis e reformada, em 1516, por D. Manuel I.
A Vila de Alcáçovas, situada sobre o antigo itinerário romano que ligava Ebora a Salacia (Alcácer do Sal), é povoação muito antiga. Contudo, a sua antiguidade só está documentada a partir de 1259, data em que o Bispo D. Martinho lhe concede a primeira carta de foral, segundo o tipo de Évora-Ávila.


Viana do Alentejo, situada na encosta da serra que tem o seu nome, exibe, orgulhosa, as marcas ancestrais do seu património histórico e monumental. Na certeza das fontes escritas, as suas raízes entroncam no reinado de D. Afonso III, época em que lhe foi concedida a primeira carta de foral, mais tarde renovada por D. Dinis (1321), manifestando privilégios iguais aos de Santarém.

Fonte: www.cm.vianadoalentejo.pt


Portal AuToCaRaVaNiStA
Grupo AuToCaRaVaNiStA Português
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes