Portal AuToCaRaVaNiStA - Grupo AuToCaRaVaNiStA Português - O SEU PORTAL DE AUTOCARAVANISMO INDEPENDENTE SEMPRE CONSIGO.

SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA DA PÓVOA - PENAMACOR

Apontamento AuToCaRaVaNiStA:

O Santuário de Nossa Senhora da Póvoa fica situado no lugar do Vale da Senhora da Póvoa, outrora Vale de Lobo, em pleno vale da serra D'Opa, Concelho de Penamacor, Distrito de Castelo Branco, Portugal. Este Santuário de Nossa Senhora da Póvoa, fica situado um pouco antes da entrada no centro da aldeia do Vale da Senhora da Póvoa na direção Meimoa - Sabugal. Tem como entrada um grande arco que dá acesso ao enorme espaço do Santuário, onde não faltam mesas cobertas e ao ar livre, um grande parque de merendas, um altar para missa campal, e o bem tratado, e a cheirar a novo pelo restauro, Santuário de Nossa Senhora da Póvoa.
As festas realizam-se em Agosto no 3º Domingo.



          HISTÓRIA:
No sopé da Serra d’Opa foi construída, em tempos que não podemos precisar, uma ermida, sob a invocação de Nossa Senhora da Póvoa. Como a fundação de todas as ermidas, a Senhora da Póvoa tem a sua lenda.
Diz esta que, andando uns pastorinhos a apascentar as suas ovelhinhas, Nossa Senhora apareceu aos pequenos no meio de uns silvados. A notícia do milagre foi sabida em Vale de Lobo, povoação próxima do local da aparição. O povo trouxe-a em procissão para a Igreja. Nossa senhora voltou para o silvado. Logo se edificou uma pequena capela, que mais tarde foi substituída pela actual.
A romaria, a mais concorrida das Beiras, tem lugar no domingo, segunda e terça feira do Espírito Santo. A ela concorrem dezenas de milhar de romeiros.


Noutros tempos, e ainda não muito afastados, o arraial, em dias de romaria, tinha uma característica verdadeiramente poética, vindo-lhe esta característica das centenas de carros de bois, alegremente ornamentados com colchas de variadas cores, que, dispostas em arco, lembravam artísticos toucados. Com a concorrência dos automóveis, que são às centenas, quase desapareceu este alegre e garrido quadro. Os que vão a pé podem à vontade dançar no pó desses caminhos.




O arraial, ou melhor, o seu local, tem passado ultimamente por diversas transformações. Construiu-se há pouco o recinto da capela, a avenida central, a estrada de circunvalação e novos telheiros ou alpendres para a venda de géneros no dia da romaria. O local tem água em abundância, muito procurada pelos que sofrem do estômago, intestinos e fígado. Em Penamacor faz-se já um largo consumo dela.
O Concelho de Penamacor – José Manuel Landeiro – 1938

Fonte: www.senhorapovoa.com.sapo.pt

Portal AuToCaRaVaNiStA:
Grupo AuToCaRaVaNiStA Português
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes