Portal AuToCaRaVaNiStA - Grupo AuToCaRaVaNiStA Português - O SEU PORTAL DE AUTOCARAVANISMO INDEPENDENTE SEMPRE CONSIGO.

AVÍS - PORTALEGRE

Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


Avìs é uma Vila Alentejana pertencente ao Distrito de Portalegre, e uma das Vilas de Portugal com mais história e património edificado. Terra de Mestre de Avís, e também dos habitantes Alentejanos que lá residem, muito bem dispostos, pelo menos os que estão perto da tasca, como os que posaram com uma boa dose de humor para a objetiva do Portal  AuToCaRaVaNiStA.



Como em quase todas as cidades, vilas, e aldeias históricas de Portugal, há sempre um cicerone anónimo disponível para orientar um turista, como foi o caso, mas foi a disponibilidade da menina do posto de turismo, que teve a amabilidade de nos levar a ver a cisterna da Vila, que se encontrava fechada, e que fica por baixo do casario existente actualmente, com uma passagem bastante estreita por entre casas com o acesso à escadaria que nos leva às profundezas, que diga-se com o calor parecia ter ar condicionado.


Existe contudo ainda muitas obras a realizar em edifícios de interesse histórico, que por motivos burocráticos e de propriedade, estão em ruínas, e ainda sem futuro à vista, o que é uma pena, mas enfim! É o que encontramos um pouco por todo o nosso Portugal histórico.

                  História:


A vila de Avis desempenhou um papel de destaque na História do nosso País, por ter sido a sede de uma das mais importantes Ordens Militares e ter dado nome à mais emblemática dinastia portuguesa. A primeira referência ao lugar de Avis em documentação medieval portuguesa data do século XIII, quando, no âmbito da Reconquista, ali foi sediada uma importante Ordem Militar que adoptou o mesmo nome.






A Ordem usufruía, então, de um forte poder secular e religioso na vila, não tendo sido permitida a instalação de qualquer outra entidade religiosa, de forma a evitar a existência de mais um concorrente na posse de bens e direitos. A definição da origem de Avis não é, no entanto, consensual, uma vez que alguns documentos apontam para a preexistência desta localidade em relação à Ordem Militar que ali se instalou, fazendo referência à doação destas terras por Afonso II aos freires de Évora, em 1211, para que aí construíssem uma fortaleza e formassem uma povoação. Há ainda autores que consideram que os monumentos megalíticos existentes revelam que os primeiros povoadores terão ali chegado na Idade do Ferro.


Existem também alguns registos alusivos a desvios das vias romanas até Avis, que remontam ao século X, o que revelava já então a existência de um núcleo populacional. Em Avis subsistem ainda alguns vestígios islâmicos que apontam para a presença de comunidades muçulmanas neste lugar. Neste contexto, a doação das terras a uma entidade religiosa só pode ser entendida como forma de impor uma nova autoridade no âmbito de um longo processo de Reconquista, em que se procurou estender, progressivamente, a fronteira cristã a sul. Apesar do passar dos séculos, da evolução dos gostos e das mentalidades, Avis conserva ainda o traçado das ruas estreitas e algumas construções que testemunham a origem histórica da Vila.

Portal AuToCaRaVaNiStA:
Grupo AuToCaRaVaNiStA Português
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes