Portal AuToCaRaVaNiStA - Grupo AuToCaRaVaNiStA Português - O SEU PORTAL DE AUTOCARAVANISMO INDEPENDENTE SEMPRE CONSIGO.

ÁLVARO - OLEIROS - CASTELO BRANCO



Apontamento AuToCaRaVaNiStA:

Sobre Álvaro, já tinha opinado negativamente sobre esta aldeia integrada na rede das Aldeias do Xisto, exactamente porque apenas se vislumbram 2 ou 3 casas com o xisto à vista, o restante, a Câmara de Oleiros, na requalificação da aldeia, subsidiou os proprietários das casas, a cobrirem-nas de cimento e tinta branca, ao invés (e isto é a minha opinião) de subsidiar obras a quem colocasse o xisto original à vista. Dão-lhes o nome de aldeias de Xisto, e depois financiam para o cobrir! Vá-se lá entender esta gente!! Realço o aroma a cabrito que pairava no ar durante a incursão a esta aldeia, que deixou ainda mais água na boca, para nos atirarmos com toda a alma ao dito cujo. O perfume, foi-nos no nariz até ao centro de Oleiros. Primeira paragem no Maria Pinha, só por encomenda! ora bolas, mais abaixo lá encontramos o que queria-mos.

   Breve História de Álvaro:

A aldeia de Álvaro estende-se lânguida e serpenteante ao longo do viso de uma encosta sobranceira ao Rio Zêzere, acomodada na albufeira do Cabril. Avistada do alto da magistral paisagem que a circunda, parece uma alva muralha que guarda a passagem do rio. É uma das “aldeias brancas” da Rede das Aldeias do Xisto, ou seja, a sua base de construção é o xisto mas a sua evolução histórica incorporou o reboco. O que, no caso desta Aldeia, indicia que teve um passado de grande importância na região e também de alguma riqueza económica. O seu rico património religioso atesta que esta foi uma povoação importante para as ordens religiosas. Uma ou outra casa tem a cruz da Ordem de Malta que testemunha a sua posse.



A Igreja da Misericórdia exige uma visita, mas para conhecer bem esta Aldeia há que fazer o circuito das Capelas. Nelas encontrará manifestações importantíssimas de arte sacra, desde pinturas a artefactos singulares, como por exemplo uma imagem do Senhor dos Passos, um Sacrário Renascentista ou ainda um Cristo morto com as Santas Mulheres e S. João Evangelista. Em termos de lazer pode banhar-se na piscina flutuante da albufeira do Cabril, ou simplesmente deixar-se ficar no miradouro junto à Igreja Matriz inspirando a paisagem ondulante de montes e serras que se estende até à Estrela. Se quiser informações mais detalhadas pode obtê-las no Posto de Informação Turística onde em breve funcionará também a Loja das Aldeias do Xisto. Lá, certamente o aconselharão a provar o cabrito estonado, uma das especialidades gastronómicas do Concelho de Oleiros.
Fonte: http://www.aldeiasdoxisto.pt

Portal AuToCaRaVaNiStA:
Grupo AuToCaRaVaNiStA Português
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes